Fale connosco
English

A importância de sistemas de informação capazes no planeamento da produção: o caso da Bondalti

04 fevereiro 2021

Artigo de Carolina Pinto, trainee consultant em Gestão e Engenharia Industrial no INEGI.


Agilidade e flexibilidade são as palavras-chave que caracterizam as empresas com mais sucesso na economia global de hoje. Porquê? Porque quando o mercado oscila, como é inevitável e cada vez mais frequente, quem vinga é quem é capaz de tomar decisões ágeis e quem tem processos com elevado nível de flexibilidade para poderem responder às novas demandas do mercado.

A adoção do sistema de informação certo é um passo crucial para conduzir a uma boa tomada de decisão, pois tal só é possível com informação precisa, prontamente disponível e facilmente acessível.

Um Sistema Avançado de Planeamento da Produção (em inglês, Advanced Planning and Scheduling) é definido como um qualquer programa que utiliza algoritmos matemáticos avançados para definir o mais otimizado plano de produção de acordo com os critérios definidos (e.g. margem, nível de stock, etc.).

Estes sistemas, para tal, têm em consideração um conjunto de restrições – produções mínimas, capacidades produtiva e de armazenamento, entre outras – com base nas especificidades da empresa.

Todos os sistemas de informação têm como objetivo auxiliar no processo de tomada de decisão, e para tal, recolhem, processam e distribuem a informação relativa ao controlo da produção. Esta análise "inteligente” possibilita o aumento da OEE (Eficiência Global do Equipamento), a redução do esforço de planeamento, e a diminuição de custos.

Existem, atualmente, quatro tipos de sistemas de informação que facilitam o processo de planeamento da produção e da cadeia de abastecimento1 sustentando o fluxo de materiais, através de um fluxo de informação:

-  Enterprise Resource Planning (ERP)

Manufacturing Execution System (MES)

Advanced Planning and Scheduling (APS)

Supply Chain Management (SCM)

Bondalti: melhorar os processos de planeamento deste produtor industrial com o sistema de informação certo

Ciente da importância de dispor de informação útil e atempada para o sucesso da organização, a Bondalti, que, segundo Teresa Marques, Diretora-Adjunta de Planeamento Produção Integrado e Energia, "procura sempre aplicar as melhores tecnologias e práticas disponíveis”, recorreu aos serviços de Consultoria em Engenharia e Gestão Industrial do INEGI. O objetivo? Melhorar e capacitar o sistema de informação de suporte aos processos de planeamento da empresa.

A Bondalti conta com 122 anos de história e é o maior produtor português no sector da química industrial. Posicionada a montante na cadeia de valor dos seus produtos, a grande maioria destes tem aplicabilidade nas mais variadas indústrias e finalidades. Recorreu ao apoio da equipa de especialistas do INEGI para selecionar uma solução integrada de suporte ao planeamento da produção, seja esta de mercado ou desenvolvida à medida, assegurando, em qualquer dos casos e quando preciso, a integração com os sistemas de informação atuais.

Pelas razões já mencionadas, a escolha de um sistema de informação não é um mero pormenor, mas sim um processo que envolve ponderação acerca das particularidades da operação, e os riscos e os benefícios de cada solução, uma vez que a escolha final tem um grande impacto na eficiência da empresa e na rentabilidade do negócio.

Neste sentido, temos vindo a trabalhar junto da equipa da Bondalti, na caracterização da metodologia atual de planeamento da empresa e definição das respetivas regras e drivers críticos. No seguimento deste projeto, está prevista, ainda, a especificação dos requisitos do sistema de informação e a construção de uma shortlist de soluções possíveis, que identifique o grau de resposta das soluções existentes aos requisitos especificados.

É fundamental, durante o processo de seleção, que sejam ponderados fatores como a compatibilidade, escalabilidade, integração e segurança, para além da conformidade com os requisitos da empresa. Ainda quanto à escolha do fornecedor do sistema, deve ser garantido que este compreende as necessidades específicas do setor e, que preste apoio futuro ao crescimento contínuo do negócio da empresa.

Os sistemas de informação desempenham um papel ativo na criação de valor, e a sua escolha nunca deve ser deixada ao acaso. Quando se trata da gestão de um ambiente fabril complexo, como é o caso da Bondalti, selecionar ou desenvolver, e colocar em prática um sistema de informação é ainda mais determinante.

 


Referências

1. Mauergauz, Y. (2016). Advanced planning and scheduling in manufacturing and supply chains. In Advanced Planning and Scheduling in Manufacturing and Supply Chains. https://doi.org/10.1007/978-3-319-27523-9