Fale connosco
English

INEGI participa em projeto para acelerar a descarbonização e combater a pobreza energética na cidade do Porto

02 abril 2021

Trata-se de um "laboratório vivo” onde vão ser testados serviços e tecnologias inovadoras, que vão acelerar a corrida para a meta da sustentabilidade energética na cidade do Porto. O projeto "Asprela + Sustentável” compromete-se a criar as bases para a constituição da primeira comunidade energética renovável da região, contribuindo para mitigar as alterações climáticas e alcançar a neutralidade carbónica até 2050, conforme estipulado pela União Europeia.

Durante os próximos três anos, o consórcio responsável por este projeto vai trabalhar em várias frentes, nomeadamente na promoção da mobilidade elétrica sustentável, no incentivo ao consumo de energias limpas, na transição para um modelo de economia circular, e no combate à pobreza energética. É nesta linha focada na vulnerabilidade da população integrada no programa de habitação social da cidade que o INEGI vai desempenhar um papel preponderante.

"É urgente avaliar a dimensão real da população que vive em situação de pobreza energética, já que atualmente esses números não são conhecidos. Para isso, vamos desenvolver um projeto piloto para mapear a sua prevalência no contexto da habitação social do Porto. Vamos realizar inquéritos, monitorizar habitações e analisar resultados, para depois podermos apoiar a identificação de medidas de mitigação e avaliar o impacto da sua implementação”, explica Ricardo Barbosa, responsável pelo projeto no INEGI.

Prevê-se um ano dedicado a medições e recolha de dados, para que seja possível identificar as necessidades e padrões de consumo das habitações, a qualidade do seu ar interior, bem como o conforto térmico, durante as estações quentes e frias.

Depois desta análise a equipa do INEGI estará em condições de caracterizar fatores como o "agregado tipo” em termos da vulnerabilidade à pobreza energética e às mudanças de temperatura em cada época, o quadro de problemas de saúde relacionados, ou as necessidades de atuação ao nível socioeconómico e do edificado.

O projeto "Asprela + Sustentável” enquadra-se no programa "Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono”, promovido pelo EEA Grants, e é conduzido por um consórcio liderado pela Coopérnico - Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável C.R.L. A coordenação técnica cabe à AdEPorto - Agência de Energia do Porto, em estreita colaboração com o Município do Porto e restantes parceiros, entre os quais, além do INEGI, se incluem a Associação Porto Digital, empresas municipais Porto Ambiente e Águas e Energia do Porto, EFACEC Electric Mobility, EFACEC Energia, INESC-TEC, VPS, EVIO, a Federação Académica do Porto e International Development Norway.