Fale connosco
English

INEGI contribui para desenvolvimento de escultura patente no Museu de Serralves

27 dezembro 2022

Está patente na Galeria Contemporânea do Museu de Serralves, até maio de 2023, a exposição da artista Vera Mota, intitulada SEM CORPO / DISEMBODIED, que inclui uma escultura em bronze que o INEGI ajudou a desenvolver - uma "cabeça sem corpo" – e 17 desenhos em folha dupla,  inspirados no corpo humano.

"Demos suporte à identificação dos meios de produção e tecnologias para o desenvolvimento da escultura, e produzimos o molde em escala real que foi posteriormente fundido num parceiro industrial do INEGI”, explica Domingos Moreira, responsável pelo projeto no INEGI.

Integrada no Programa Projetos Contemporâneos, promovido pelo Museu de Serralves há vários anos, esta é a primeira exposição da artista em contexto museológico. Vera Mota propõe "um diálogo permanente e tenso entre desenho e escultura, no qual o espectador se vê implicado”.

"Foi extremamente importante poder contar com o conhecimento e cuidado da equipa especializada do INEGI, que pronta e generosamente aceitou este desafio. Enquanto artista, gerir as ideias e encontrar forma de as materializar é por vezes uma tarefa difícil, e encontrar instituições e pessoas que contribuem para essa concretização é sempre muito valioso”, acrescenta.

A artista do Porto, que se revê em princípios minimalistas, procura criar nos seus trabalhos novos espaços para os objetos e para a participação do corpo, recorrendo sobretudo à escultura, desenho e performance.

Produzida pelo Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves, em estreita colaboração com a artista, a exposição tem curadoria de Filipa Loureiro.

"No Museu cabe ao curador acompanhar o artista no seu processo criativo, mediando as suas intenções e propósitos, encontrando estratégias e parceiros para que o quase impossível se torne possível. O contacto com o INEGI surgiu desta necessidade, pretendíamos produzir uma escultura em bronze, mas para chegarmos a este fim seria necessário conceber o seu protótipo. O INEGI aderiu de imediato a este desafio. Cabeça sem corpo de Vera Mota é o resultado de um processo de trabalho no qual a arte, a ciência e a inovação se juntaram com um mesmo propósito, dar lugar à obra da artista”, afirma Filipa Loureiro.  



Páginas Relacionadas

Inovação e Transferência de Tecnologia | Desenvolvimento de Produto

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.   Saiba mais

Compreendi